Vale a Pena Investir no Tesouro Direto? Quer Descobrir Agora?

Vale a Pena Investir no Tesouro Direto

Apesar de ser um investimento pouco conhecido por investidores mais tradicionais, o Tesouro Direto está se popularizando cada vez mais no Brasil.

Apesar do nome, que pode soar estranho para a maioria, investir no Tesouro Direto é muito mais simples e flexível do que outros tipos de investimentos conhecidos atualmente.

Além disso, por meio do Tesouro Direto o investidor pode comprar títulos públicos (ou ativos de renda fixa) por valores muito baixos e praticamente sem riscos.

Mas, será mesmo que vale a pena investir no Tesouro Direto apenas por essas vantagens? Saiba tudo sobre o assunto ao longo deste artigo e tire suas conclusões!

Neste artigo, você verá os principais tópicos que lhe ajudarão a entender se realmente é válido investir em Tesouro Direto e, de uma vez por todas, fazer isso em detrimento da famosa caderneta de poupança, sem medos:

Este assunto pode ser útil pra você? Então, o que acha de compartilhar para o maior número de pessoas possível através das redes sociais? Isso pode ajudar muita gente a despertar para a realidade dos investimentos no nosso país!

Afinal, o que é Tesouro Direto?

Vale a Pena Investir no Tesouro Direto

Teoricamente falando, o Tesouro Direto é um Programa elaborado pelo Tesouro Nacional em 2002 em parceria com a BM&F Bovespa.

Esse programa tem o objetivo de vender títulos públicos nacionais para pessoas físicas por meio da internet. A grande vantagem disso tudo é que é possível investir no Tesouro Direto mensalmente por apenas R$30,00!

Esse baixo custo foi responsável pela democratização da aquisição de títulos públicos por pessoas físicas que, até então, só conseguiam comprar esses títulos por meio de fundos de renda fixa que cobravam altas taxas de administração.

Outra informação importante é que o Tesouro Direto oferece títulos com diferentes tipos de rentabilidade, prazos de vencimento e fluxos de remuneração.

Tais características fazem com que esse seja um investimento realmente atrativo.

O Que São Títulos Públicos?

O que são Títulos Públicos

Ok. Mas, afinal, o que são esses tais títulos públicos?

De modo geral, os títulos públicos são definidos como ativos de renda fixa. Em outras palavras, isso quer dizer que o rendimento desses ativos pode ser dimensionado no momento do investimento.

Essa também é a principal diferença entre ativos de renda fixa e ativos de renda variável (cujo retorno financeiro não pode ser mensurado no momento da aplicação).

Se você ainda não entendeu, pense que comprar um título público é o mesmo que emprestar dinheiro para o governo brasileiro para que ele possa quitar suas próprias dívidas públicas.

Como em todo empréstimo, isso lhe dará o direito de receber, futuramente, o valor que emprestou mais os juros sobre essa negociação.

Será Mesmo Que Vale a Pena Investir no Tesouro Direto?

Será que vale a pena investir no Tesouro Direto?

Não vamos usar meias palavras neste tópico. Investir no Tesouro Direto certamente vale muito a pena e você já vai saber o porquê.

Se você entendeu bem como o processo funciona, muito provavelmente você já deve ter percebido que investir no Tesouro Direto é fazer um “empréstimo para o governo”.

Você não só estará beneficiando a si mesmo, mas também favorecendo os investimentos em prol do desenvolvimento do próprio país.

Outro ponto que vale ser ressaltado é que, se compararmos os ativos de renda fixa com os ativos de renda variável, a volatilidade desse investimento é muito mais baixa.

Por esse motivo, podemos afirmar também que o Tesouro Direto apresenta riscos praticamente nulos.

De forma resumida, podemos listar as seguintes vantagens do Tesouro Direto:

  • Segurança: é um investimento garantido 100% pelo governo.
  • Alta rentabilidade: apresenta rendimentos brutos mais competitivos e custos mais baixos em relação a taxas administrativas.
  • Liquidez: o Tesouro Nacional garante a recompra diária dos seus títulos públicos.
  • Acessibilidade: o investimento pode ser feito com apenas R$30,00.
  • Facilidade: todas as transações são feitas pela internet.
  • Flexibilidade: apresenta diversas taxas de rentabilidade, prazos de vencimento e boas opções de fluxo de pagamento.

Como Investir no Tesouro Direto?

Como Investir no Tesouro Direto

Antes de explicar como investir, é preciso deixar claro quem pode investir. De modo geral, qualquer pessoa física com CPF e conta em uma instituição financeira habilitada pode se tornar um investidor.

Sabendo disso, confira agora o passo-a-passo para investir em Tesouro Direto.

1. Faça seu cadastro na internet

Se você tem CPF e conta corrente em uma instituição financeira, o primeiro passo é fazer um cadastro online no site oficial do Tesouro Direto.

2. Escolha seu agente de custódia

Depois de se cadastrar no site, você também deverá escolher um agente de custódia, que nada mais é do que uma Instituição Financeira, ou uma Corretora, que irá intermediar suas negociações.

Lembre-se de verificar se essa instituição está devidamente autorizada para operar com títulos públicos federais e entre em contato para solicitar o seu cadastro final.

Nesse momento, serão solicitados alguns documentos para abertura da sua conta e você irá receber senhas para acessar sua página no Tesouro Direto e começar a investir.

3. Defina o seu perfil de título

Existem diversos perfis de títulos públicos no Tesouro Direto. Por esse motivo, é muito importante que você conheça cada um deles para investir naquele que for mais adequado para os seus objetivos financeiros.

Os títulos públicos são classificados como pré-fixados e pós-fixados. Os mais comuns dessas categorias são:

  • Tesouro Prefixado (LTN);
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F);
  • Tesouro Selic (LFT);
  • Tesouro IPCA+ NTN-B Principal;
  • Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B).

Não se esqueça de que cada um desses títulos varia seus índices de rentabilidade, taxa de juros, prazos de vencimento, entre outros. Procure aprofundar seus estudos e faça uma boa escolha.

Assista a este Vídeo sobre os Títulos Prefixados:

4. Compre títulos e faça suas aplicações

Depois de escolher o seu perfil de título, chegou a hora de colocar a mão na massa! Basicamente, você tem três opções de canais para poder começar a comprar seus títulos públicos.

São eles:

No Site do Tesouro Direto

A partir do momento que você faz seu cadastro no Tesouro Direto, você recebe uma senha que te dará acesso a uma área restrita para a compra e venda de títulos públicos.

Além de efetuar sua compra, nessa página você também poderá conferir a programação de investimentos, consultar seu extrato e efetuar outras transações online.

No Site do Seu Agente de Custódia

Boas instituições financeiras e corretoras costumam integrar seus sites à página do Tesouro Direto.

Ou seja, você também terá a opção de comprar ou vender seus títulos públicos no site do seu próprio agente de custódia (pelo mesmo preço e taxas do site do Tesouro Direto).

Por Meio da Instituição Financeira

A compra e venda de títulos por meio da instituição financeira exige que você autorize essa instituição a realizar negociações no seu nome.

Escolha uma empresa da sua confiança e verifique se essa agência trabalha com esses serviços.

Quais Cuidados Tomar Antes de Investir no Tesouro Direto?

Se você chegou até aqui é porque provavelmente já deve ter notado que investir no Tesouro Direto vale a pena. Apesar disso, como em qualquer outro tipo de investimento, esse não é totalmente livre de erros.

Talvez o maior erro dos investidores seja investir somente em aplicações no Tesouro Direto.

Tenha em mente que uma boa carteira de investimentos realmente precisa de ativos diversificados que demonstrem um grande potencial para valorização.

Uma boa dica aqui é você pesquisar outras opções de aplicações financeiras que possam complementar seus investimentos no Tesouro Direto.

Dessa forma, você terá mais garantias de sucesso e novas opções para investir o seu dinheiro.

Saiba Tudo Sobre Tesouro Direto

Investir no Tesouro Direto vale a pena, mas isso não quer dizer que todas as negociações serão garantia de sucesso.

Por esse motivo, não se esqueça de acompanhar seus investimentos e controle seus impulsos para não ficar obsessivo com os resultados.

Afinal, acompanhar é algo totalmente diferente do que ficar checando suas aplicações de cinco em cinco minutos. Certo?

É de suma importância que você dedique tempo suficiente para estudar e entender o assunto, para que nunca erre na hora de realizar suas aplicações financeiras.

Para saber tudo sobre Tesouro Direto e conferir ideias sobre os melhores investimentos na área, é muito importante manter seus conhecimentos atualizados. Isso lhe dará a certeza de que realmente vale a pena investir no Tesouro Direto.

Quer uma dica?

Vale a Pena Investir em Tesouro Direto?


Comentários desabilitados.